Spiga

Mídia. Exploração. Sensacionalismo

A mídia de um modo geral está em constante mudança de acordo com seu público. Não é de hoje que a mesma vem sendo usada de modo sensacionalista apenas buscando audiência e, por trás disso, lucro.

Desse modo, que o caso Isabela, no qual a menina foi encontrada morta, foi tão explorada e, quem acompanhou, pode ver o caso se desenrolando detalhadamente a cada nova descoberta. Sendo que esse era o trabalho exclusivamente da justiça. Entretanto, a mídia usou de um sentimento natural de curiosidade pelo grave acontecimento para aumentar sua audiência, quando podia transmitir algo mais útil. Cada macaco no seu galho!




Textos e blogs que recomendo sobre o assunto:
A televisão como forma de manipulação
Abrindo sua cabeça
Mídia Rebelde

Adicionar esta notícia no Linkk

8 COMENTÁRIOS:

  Lulu on the Sky®

2 de junho de 2008 20:49

Esse caso Isabela virou um circo mesmo.
Big Beijos

  Lomyne

2 de junho de 2008 22:28

O único poder que a mídia tem é aquele que nós concedemos a ela... Por isso, o mais importante está literalmente nas suas mãos, chama-se controle remoto.

  Gato-do-mato

2 de junho de 2008 23:01

Circo é pouco né lulu?

E sim, lomyne, o poder está em nossa mão.. mas minha maior preocupação é com a alienação.. pq não são todos que tem "o poder" de resistir ao que passa na tv, se é que vc me entende.

  Mídia Rebelde

2 de junho de 2008 23:25

Olá...

Primeiro de tudo, agradeço pela passada lá pelo nosso blog... o Mídia Rebelde vai tá sempre alerta às questões de comunicação...

Segundamente (tsc, tsc), não vejo que tenhamos controle apenas por possuir um aparelhinho chamado "controle remoto"... mudamos prá que canal ?

Tem horas (quase todas) que nem os canais ditos "universitários" prestam prá alguma coisa...

As revistas a cada dia que passa mostram sua cara, "descaradamente"... tanto pro lado do governo, quanto em prol da oposição...

Por isso mesmo é que devemos dizer (ou gritar) bem alto:

VIVA A BLOGOSFERA !!! VIVA NÓS !!!

  Sérgio Nascimento

3 de junho de 2008 18:03

Por essa e tantas outras notícias desnecessárias acredito que os jornais perdem a sua qualidade.
Ontem mesmo li um texto sobre comunicação, que enfatizava a importância da propagação da cidadania na imprensa. Na prática: a mídia deveria ser um espaço mais aberto para promover discussões públicas, participação social e informações locais úteis ao cidadão(que não tenham a ver apenas com esportes ou violência), que passa a partir dessa visão a ter mais poder e lutar pelos seus reais direitos.

  NANDO DAMÁZIO

4 de junho de 2008 05:03

Concordo plenamente com você ..
Até por coincidência eu também abordei esse tema no meu blog hoje, acho que essa curiosidade mórbida do povo por tragédias é que alimenta o jornalismo sensacionalista !!
Abraço !!

  Gato-do-mato

4 de junho de 2008 08:23

Olá pessoal da Mídia rebelde! Obrigado pelo comentário. Acabou gerando uma discussão no blog, dê uma olhada depois. Coloquei o seu endereço em minha lista de links recomendados.
Abraços!

Sérgio e Nando,
Muito obrigado pelo comentário. Fico feliz que tem pessoas como vocês de opinião ^^
Como podem ver gerou um post novo essa discussãozinha, veja a postagem em seguida.

Abraços!

  Luiz A. V. Spinola

5 de junho de 2008 14:15

Oi pessoal !!

Minha opinião principal é a mesma da Lomyne. A "Máquina da Comunicação" ganha consultando as pesquisas que dizem "do que as pessoas mais gostam". Portanto, elas são "passivas" e pouco fazem para "ativamente" transmitirem conteúdos educacionais positivos. Podemos agir de duas forma : A primeira, sendo expectadores críticos e disseminando este posicionamento. A segunda, participando de meios de comunicação que ativamente transmitem o que é bom para o povo. Os blogs e a internet podem possibilitar isto, porém seu alcance ainda é restrito. Tem-se muito o que fazer !!
Beijos e abraços....Luiz.